As palavras dos outros...

De nada vale tentar ajudar quem não se ajuda a si próprio. "Confucio"

sexta-feira, 20 de março de 2009

Máscara


A força de um olhar
Que não é meu
De uma máscara
Que não tenho
De um personagem
Que não sou
Embala-me no éter
Leva-me aos sonhos
Que perdi
Não encontro
Mas porquê?

3 comentários:

Anónimo disse...

Quando exigimos dos outros a perfeição irreal, estamos a exigir de nós próprios algo que nos desgasta de morte... Não sobra força para tirar de vez a máscara e gritar , BEM ALTO: - EU TAMBÉM NÂO SOU PERFEITO!!!

A máscara vai-se diluindo e começamos a reconhecermo-nos nos nossos próprios sonhos...

Eu mesma disse...

Tantas vezes falavas de um sonho, tantas vezes fizeste questão de o sublinhar, tantas vezes iniciaste a sua concretização...
Quantos inícios, quantas paragens, mas sem nunca desistir...
Tantas vezes cansado, mas dizias: "eu não desisto".
Lembras?
Há, perfeito ninguém é, mas tomara os ditos perfeitos, só terem a tua (im)perfeição...
Beijinhos

Sofia disse...

Se calhar estão escritos nas mãos e chegou a altura de os viveres.
Não desistas. Bjs

(ou nas costas...UAU!!) ;)